9 de fev de 2015

amor de verdade, vale.

a dor.
a dor é complexa. grande. torturante. muita gente não entende.
deixar a vida ao lado.
os amigos ficaram afastados.
a gente abaixa a cabeça.
ela dói, lateja, grita, esperneia.
é difícil viver um amor.
um amor vigiado.
todos os dias, vem a pergunta: vale a pena?
vale.
amor de verdade, vale.
vale o segundo de felicidade que bate quando acordamos com o corpo lado a lado.
vale a briga, a dor, a loucura. vale a tentativa.
vale na hora de dormir abraçado.
ninguém sabe o que vai ser do amanhã.
a gente só sabe que tudo pode mudar.
ou não.
é difícil, ser um pra ser dois.
é legal o complemento.
o beijo.
sabe? a gente sofre pra caramba.
mas a gente gosta de amar.
demora muito tempo pras coisas passarem.
fica uma jornada triste no caminho.
mas nosso corpo apaga, e guarda só o que vale.
é a perfeição do ser humano.
é o coração gritando.
mas, quando as coisas terminam, o que importa são os passos.
os passos que virão.
o caminho que a gente quer seguir.
o que a gente quer ser.
o que a gente vai, de novo, amar.
ou quem.
antes disso tudo, existe uma trilha pior:
descobrir-se 100% de novo.
entender o seu tempo.
o seu corpo. o seu jeito.
descobrir o amor próprio.
rir até a barriga doer.
rolar no chão com pessoas novas.
abraçar a amiga a ponto de querer chorar.
tirar as fotos do porta-retrato.
ver o quarto esvaziar.
deixar de ver o rosto parado, num momento fotográfico, todos os dias ao acordar.
apagar a música tema.
odiar memórias.
esquecer o cheiro.
riscar o diário.
estragar as surpresas.
acabar.


------------
trecho abaixo do The Bro Code:

Sabe, de verdade.

A gente não vem ao mundo

com a missão de beijar e transar.

Para alguns até pode ser.

Mas eu prefiro acreditar

que a missão é amar.

2 comentários:

Matheus Monteiro disse...

E a segunda metade deste texto me define no momento. e realmente o importante eh saber que pelo amor de verdade, vale, valeu. E seguir na missao de amar ;)

Matheus disse...

Vale!