31 de jan de 2014

sala de estar

devaneios a parte, foi-se o tempo da infelicidade. sentado aqui, às escuras, ouvindo o som do respiro, percebo que não há melhor companhia. vejo o vulto do amor, a loucura da paixão, o som do tesão, mas não tenho porque abraçar. coração bom é o coração que bate sem jeito, mesmo estraçalhado por caminhos errados. lembre-se de mim pelos momentos, não pelos erros.

levanto para contar uma história, mas já é tarde da noite para alguém escutar. resolvi dormir, mas fiquei pela sala de estar. a música chega na ponte em sincronia com meu olhar, que, deveras cansado, mira seu rosto. 'que rosto', balbucio. você não é de agradecer elogios. pego em sua mão, que meu corpo reconhece instantaneamente ao toque. sinto arrepiar. passamos mais de hora em silêncio só nos sentindo. quanto tempo! de soslaio, percebo você me encarar. no chuveiro, percebo que não sei quem é você. você foi, mas não é mais. conheço o toque, o som, o olhar, mas não as palavras, hábitos. estivemos de férias da vida. com a água caindo, saio.

é hora de dizer adeus. tento esquecer, mas tudo o que faço é lembrar. você não existe. nunca existiu. não consigo me despedir. você vai.

acordei angustiado. você sumiu.

This is the true and impossible story of my very great love. In the hope that she will not read this and reproach me, I have withheld many telling details: her name, the particulars of her birth and upbringing, and any identifying scars or birth marks. All the same, I cannot help but write this for her, to tell her "I'm sorry for every word I wrote to change you, I'm sorry for so many things. I couldn't see you when you were here and, now that you're gone, I see you everywhere." One may read this and think it's magic, but falling in love is an act of magic, so is writing. It was once said of Catcher In The Rye, "That rare miracle of fiction has again come to pass: a human being has been created out of ink, paper and the imagination." I am no J.D. Salinger, but I have witnessed a rare miracle. Any writer can attest: in the luckiest, happiest state, the words are not coming from you, but through you. She came to me wholly herself, I was just lucky enough to be there to catch her.
Ruby Sparks

Nenhum comentário: