28 de jul de 2013

you gave me hope

você sabe, eu já não era mais um entusiasta de grandes histórias de amor. acreditei em situações que se quebraram e, por isso, deixei essa baboseira de lado. até agora. "amor é um acidente esperando para acontecer", olha que beleza… cá estamos, sendo felizes até o último momento – e brincando de fazer da despedida, uma comédia. 

não vai ser engraçado, não. pelo contrário, eu posso descrever com clareza, caso queira, a quantidade de chocolate que vou ingerir de cá e você (com sorvete, talvez), de lá. eu posso dizer que já sinto saudade, mesmo com você perto. 

mas você me deu esperança. em tão pouco tempo, eu consegui acreditar em romances, em finais felizes de seriados, em carinho, em troca, em vontades, em loucuras, em explicações. a sensação de saber que tua mão tá ali para ser pega é, por poucos segundos, a sensação de que o mundo tem, sim, um bom futuro – e que nós, também. 

era uma vez eu e você. 
começamos uma bela história.
o final, sabe-se lá quando, tem que ser feliz, meu jovem. 

e, quando você for, eu fico aqui, sonhando com nossos beijos, com seu jeito, lembrando do seu cheiro e querendo, a todo o tempo, te ter de novo por inteiro.


44 dias e contando. 

Um comentário:

Ele disse...

Você me fez lembrar de algo que escrevi há quase três anos.

"Não sei quando aparecerá e nem quanto durará, por isso eu preciso aproveitar todos os segundos.
Assim é o amor comparado a um meteoro; não há como prever, com certeza, que ele aparecerá, e se aparecer, quanto tempo durará. Então, quero sempre estar pronto à sua espera, e assim poder ter os melhores momentos aos seu lado."