18 de nov de 2012

um quarto de século


falta exatamente uma semana para os 25. não é uma data muito significativa, mas é onde o Chronos começa, então precisa de um ritual de passagem. o corpo não é mais o mesmo e não aguenta muito o tranco, a cabeça, sem querer, ficou ocupada demais para prestar atenção em tudo e todos, como era anos atrás, o coração virou uma bagunça e tudo parece machucar, a todo o tempo. as pessoas se tornaram piores, os livros não são mais tão bonitinhos e até filmes viraram tediosos. aos 25, imagino eu, é onde a gente começa a entender a personalidade que criamos, o que queremos de verdade e para onde devemos seguir. 

2012 foi um caco. um ano onde eu vi minha vida passar pela mão de outros rapidamente e eu perder totalmente o controle das minhas ações. até o meio do ano, uma relação longa e complicada se estendia. passou para uma novidade calorosa, que durou pouco, mas estraçalhou o resto que sobrou do coração. aí surge o medo do desconhecido, o pé atrás e o famoso "a gente aprende errando". aprende tanto que se prende. e daí dar passos largos é dolorido e complicado. todo o aprendizado começa a espelhar na gente de uma forma grotesca e, quando percebemos, acabamos entrando no caminho dos erros dos outros. é difícil. hora de colocar tudo em seu lugar.

eu nunca tive muita certeza de quem eu era de verdade. sempre tentei ser bom, sincero, fiel e contente. sempre confiei demais e me preocupei de menos. hoje eu pago muito por isso, mas creio que é minha essência. esse ano eu senti essa essência fugir e dar lugar para algo feio, monstruoso, que me envergonha. ontem, percebi que ainda é tempo de corrigir tudo. 25 não é nem o meio. 

prometi que terminaría o ano feliz. promessa que muito dificilmente irei cumprir, dados os instrospectos aqui determinados. acho que preciso dar uma surpresa pra minha vida, começar algo diferente, me arriscar em um novo desafio. ano que vem quero estudar. duas coisas ao mesmo tempo. e ganhar uma boa promoção no trabalho. em 2012 eu trabalhei demais para afogar toda a mágoa alheia. desprendi a cabeça de cá, coloquei acolá. aprendi muito. acho que tô preparado. 

ano que vem, também, resolvi que vou economizar. tracei um objetivo, espero poder tê-lo. e quero viajar. vou terminar 2012 com uma coisa boa: uma viagem que sempre quis. devo me apaixonar pela cidade que vou, devo comprar coisas que sempre quis ter, devo conhecer gente e, quem sabe, planejar uma vida por lá. quem sabe… 

o que importa é que eu já tenho o meu Chronos no armário. espero que os 25 seja uma passagem para algo mais maduro, mais definido, menos equivocado. pode parecer que não, pois transpareço pouco, mas os últimos tempos foram sofridos, tristes e, apesar de achar que mereci e muito é por minha culpa, preciso conseguir parar de pedir desculpas. a culpa, talvez, não seja minha. 

eu só não posso virar louco.
muito menos um monstro.
nem estragar mais pessoas.
nem deixar de acreditar nos outros.
e entender quem sou e o que quero.
ser são.
arrancar essa confusão.

Um comentário:

Carlinhos disse...

Hey you! Espero que vc veja o coment meio a tempo, Seguinte, eu te comprei um gift, sent to you, but my source estava meio errada ou ultrapassada. Bom não sei se vc tem interesse no dado gift. Caso o tenha me manda uma resposta pro email cargriffindor@hotmail.com ou ainda pelo face Carlos Alberto Silva Santos. Hope you see it in time.