26 de jun de 2012

mudanças.


As pessoas não mudam. Não adianta insistir. Mudamos, é claro, com o passar do tempo. Adquirimos vivência, experiência e personalidade. Maturidade. Mas não mudamos a nossa excência, nunca. Mascaramos. É natural do ser humano. Tentmaos ser alguém melhor o tempo todo. Queremos ser bons. Queremos que os outros pintem nossa imagem como algo sagrado, comportado, como alguém que marca, como alguém bom. Ninguém é bom. Todo mundo já mentiu. Todo mundo já traiu. Todo mundo já aprontou. Todo mundo já roubou. 

Portanto, a conclusão de, depois de muito pensar e avaliar a minha vida, é: se alguém disser que vai mudar por você, não aceite. Primeiro porque ninguém muda. Ninguém é capaz de se tornar outra pessoa. É índole. Segundo porque, se você precisa que alguém mude para ter ao lado, meu caro, definitivamente, há algo de muito errado. 

A beleza da gente é ser diferente. Somos únicos, em aparência e sentimentos. Ninguém precisa ser igual. Sempre insisti: uma grande paixão nasce por descobrir diferenças, gestos que se completam, vontades que inteiram. De nada adianta viver ao lado de alguém que quer viver por você, como você. Que vivamos juntos, mas sejamos nós. Não importa se você é bravo, feliz, tonto, criativo e meio desbocado. Não importa se eu sou desastrado, esquecido e abobado. Infelizmente, eu não consigo mudar. 

Afinal, você bem sabe: eu nunca quis fazer aquela Coca jorrar, ou a taça quebrar, ou o vinho derramar. Eu sou assim e não dá pra mudar. É aquela pergunta: será que você vai aceitar?

Um comentário:

Mari disse...

Essa foi pra mim..ctz ;D' Arrashou \o/