1 de mar de 2011

quando a vida é um empurrão

ultimamente, eu perdi um pouco aquele impulso de viver tudo como se fosse único.
por isso, empurro.
empurro a cabeça, empurro o dinheiro, empurro o trabalho, empurro o coração e, claro, empurro a paixão.

não que eu queira. é que, simplesmente, ninguém dá espaço pra mostrar o por quê eu sou único e o que eu sei fazer.

5 comentários:

Anônimo disse...

Já pensou que pode ser você que não dá o espaço que a pessoa precisa pra enxergar você? =]

André! disse...

somos dois. empurrar é o que mais faço últimamente!

Anônimo disse...

Já pode dizer que te amo?

Anônimo disse...

Único? É muito amplo mais ainda assim uma palavra muito vaga pra te descrever. É muito mais que isso, é apaixonante, viciante (só pra começar) xD

P. Ubirajara disse...

palavras que só de ler já doeram