4 de jun de 2010

De longe.

Eu tentei. Eu juro que tentei.

Respiro e sinto, sinto o ar trazer. Respiro, existo, penso, crio. Passa o tempo, passa longe de mim, passa pra ele, passa para o coração não se perder. Respiro, penso, existo, mas não vivo. Não vivo, porque simplesmente não consigo. Não consigo não pensar, não consigo não enciumar, não consigo não amar. Vivo, crio, respiro, mas não penso. Não penso para não me machucar.

Aos poucos, o coração foi se perdendo, foi se deixando levar. Agora ele é um grande, inútil e forte órgão - mais um aqui dentro - que não sabe mais amar, viver e não gosta de pensar.

7 comentários:

Anônimo disse...

"Não penso para não me machucar." WOW, isso faz tanto sentido pra mim. :\

Ah, eu adoro seu blog, mew.
Sei lá, você é o tipo de cara que eu queria conhecer. (Sééério!)
Parece que você é de mentirinha. Hahaha!


Beeijo! :*

Fernanda Zanol. disse...

Taí uma coisa que eu queria MUITO: parar de pensar. Pelo menos um pouco. =~

bjaoo!

Anônimo disse...

s2

andre disse...

Gostei. AMO vir aqui e ler oque voce escreve. Achei romântico.

Ny Heidfeld disse...

Pra que tanto verso...
Pra que tanta melodia...
Se tudo o que eu faço, é amar você...
A cada dia...

Luis Aguiar disse...

viver e não gosta de pensar. C'EST TRÈS INTERESSANT, j'aime le blog, c'est belle. Félicitations. Luis Aguiar

andre disse...

"Sei lá, você é o tipo de cara que eu queria conhecer. (Sééério!)
Parece que você é de mentirinha. Hahaha!"
HAHAAHAHHA concordo com o "anônimo"!!