16 de jun de 2010

assinado por outrém

Meia noite. A cama ainda vazia. Os copos derramados no chão. Os corpos ainda com roupas. O beijo não se instalou. A paixão guardada. As mãos se cruzando. Dois estranhos. Um jogador, o outro que acredita. Viramos. Tensão nos olhos. Rimos. Não vamos conseguir. "Só um beijo?". "OK!". Os lábios se aproximam, rola tudo aquilo que não deveria.

Uma noite pra foder toda a vida.

Acorda. Os olhos turvos. A ressaca forte. Senta. "O que fizemos?". "Vá embora". Vou. Na rua, a música toca, os carros andam, a vida corre, o pássaro bica. Tudo errado. E agora? Agora foge, pra situação não ficar estranha.

Não volta.

Um comentário:

andre disse...

Como pode uma coisa começar tão bem e terminar tao mal?
A sua escrita faz o meu dia.
Amo muito tudo isso!!! xD