10 de abr de 2010

clarissa

Clara, a Garota que Diz Ni, que entrou em minha vida antes mesmo de se quer me conhecer. Clara, a amiga, a querida, a amada. Clarissa é minha cara metade, hoje confirmamos que a gente vivia em um mundinho à parte; enquanto muitos sofriam, outros sorriam. Outros, aqui, eu e Clarissa.

Acredite se quiser, a gente viveu uma história de vida. Ela, mais velha, eu, mais novo. Os dois criaram teorias e situações, saíram atrás de diversão, fizeram do trabalho um ambiente de carinho, de alegria, de compartilhar emoção.

Foi difícil deixar. Eu sabia que o tempo não ia tirar de mim a ídala, a tão querida e amada amiga. Não tirou. Talvez o tempo nos deu o seu melhor presente: tempo. Longe, distantes, seguindo a vida, percebi que ficar sem conversar com Clarissa é complicado, mas bastam quatro horas ao lado para botar todas as notícias em dia. Em nosso papo não há catástrofes - apesar de termos um pequeno vício no tal do arrebatamento e em 2012. Em nosso papo há compartilhamento, há emoção, há um carinho nunca visto. Há vida.

Eu, lógico, não sei qual é o futuro disto tudo. Só sei que quero seguir rindo, comendo, fumando e bebendo cafés ao seu lado. Você deve ter percebido também: somos dois seres contagiantes, que se contagiam, que se apóiam, que são Portos Seguros. Um com o outro se segura.

Poderia ser um tanto quanto prolixo e tentar explicar o que eu sinto por você, mas prefiro ser clichê: é amor. Um amor que, talvez, nasceu lá em Salvador. A nossa viagem. Quer salário melhor que uma empresa pode dar para um funcionário? Não tem. É nosso já.

Termino com, é claro, o título de uma música da outra loira que admiro. Saiba disto, Clara: I`m With You.

2 comentários:

Fernanda Zanol. disse...

ownnn *--*
que texto mais lindooo! Muito romântico s2

bjaooo ;*

Clara disse...

:´-)
nosso futuro: continuar fumando, tomando cafés, rindo e tendo estalos. love u!