31 de ago de 2009

Palavras

Muitas vezes demais, outras de menos. Hoje elas sumiram. Não consigo escrever nada. Não consigo mais dizer nada.

Junto com as palavras, foi a minha força.

Hoje eu sou desespero. E medo.

Hoje eu estou perdido.

Um comentário:

Talita Alencar disse...

A boca fala td aquilo que teu coração está cheio...