10 de mar de 2009

Testamento de Caio Caprioli

1 - Deixo todos os meus tênis, sem exceção, para o meu primo Vinicius - ele é o único que conheço que calça os mesmos 42 que eu. Como eu sei que ele só vai aceitar os Nikes, Adidas e Pumas, deixo os meus All Stars para alguma instituição de caridade (felizarda será, por sinal).

2 - As minhas calças serão divididas entre amigos e parentes. Deixo a saruel da Osklen para quem me deu. Esta pessoa também receberá a jeans Cavalera, a Alexandre Herchcovitch, adquirida recentemente em seu lindo bazar (uma pechincha, devo dizer) e todas as outras xadrezes que servirem nele. Os outros jeans, inclusive os da Zara, ficam todos para o outro primo, Henrique, que usará com muito carinho. As calças listradas e sociais eu deixo para o primo Yuri e a azul royal superapertada eu prefiro não dar a ninguém, já que não conheço uma alma viva que usaria tal peça.

3 - Todas as minhas camisetas - tirando a Lacoste - ficam para o amigo L.. Acho que ele vai fazer um bom uso geral. As muito apertadas, que ele não vai querer pegar por achar que está acima do peso para utilizar tais peças, podem ser divididas entre meus primos. A Lacoste preta deve ser levada comigo ao mundo onde bens materiais não são necessários - mas eu sempre vou gostar de lembrar da Oscar Freire.

4 - Todos os meus perfumes devem ficar com o meu pai. Como ele vai odiar os doces, tipo 212 Sexy, Joop e Body Kouros, minha irmã pode, finalmente, usá-los sem tentar entrar em meu quarto e não me acordar.

5 - Deixo para minha irmã também o meu computador, televisão, abajur, peso de porta e cabides coloridos do meu armário. Se ela quiser, também poderá ficar com o videogame e alguma camiseta que goste e customize futuramente.

6 - Todas as minhas cuecas devem ser queimadas. Se a pessoa L. quiser as Calvin Klein e AussieBum, pode pegar.

7 - As camisetas de futebol também ficarão com a pessoa L.

8 - Quaisquer outros itens que sobrarem em meu quarto deve ficar com a minha mãe. Ela decidirá o que é melhor para eles.

9 - O cofre cheio de moedas do Superman deve ser doado para uma instituição de caridade. As moedas, somente. O cofre fica em casa.

10 - O quadro de Romero Britto, que atualmente se encontra em meu quarto, pode ser utilizado em qualquer outro cômodo da casa. Se ninguém o quiser, peço que devolvam ao dono original.

11 - Todas as minhas blusas de frio devem ser doadas para crianças de rua. Se quiserem, antes da doação, os amigos e familiares podem fazer uma triagem. Peço que cuidem da blusa branca da Reserva, ela me custou dois meses de trabalho árduo.

12 - O meu telefone pode ficar com minha irmã. Ela sempre fica brincando com o touchscreen dele sem eu saber, mas as marcas do dedo dela a entregam.

13 - Todas as minhas dívidas devem ser pagas por alguém. Afinal, eu tô deixando muita coisa para todo mundo.

14 - O dinheiro em minha conta corrente ficará para... Bom, acho que não vai ter muito dinheiro ali para brigarem por tal.

15 - Juliana, a companheira de trabalho, pode passar em casa algum dia e escolher quaisquer coisas que quiser. Sei que ela vai gostar do meu cardigã cinza, ou talvez da blusa azul de Nylon que eu vou comprar na próxima sexta-feira.

16 - Os bonecos dos Power Rangers devem ser mantidos em casa. Aquilo vai valer dinheiro algum dia.

17 - Os discos da Xuxa também. E os da Avril Lavigne.

18 - Quase me esqueci: as temporadas de The O.C. podem ficar para minha prima, Kátia. Todos os meus livros também - menos os da Becky Bloom, a musa inspiradora.

19 - Os DVDs que comprei por R$ 9,90 na Americanas podem ser divididos entre amigos e familiares.

20 - Nadjara, a melhor amiga da faculdade, pode levar embora qualquer obra que gostar, qualquer DVD, qualquer roupa e qualquer artigo sexual disponível em meu quarto. Assim ela irá lembrar de mim pra sempre - não que tenha algum artigo sexual em meu quarto, mãe.

21 - Qualquer outro item que eu comprar daqui para frente entrarão nas emendas do testamento, até que o dia fatídico chegue, de fato.

PS. Não mãe, não pai, eu não estou pensando em me matar, antes que vocês perguntem quando eu chegar em casa hoje...


O post é uma brincadeira com o testamento de Becky Bloom, do livro "As listas de casamento de Becky Bloom", de Sophie Kinsella.

4 comentários:

Renato Medeiros disse...

Só fiquei pensando nas cuecas...!
Ai aiii
Tenho problemas com cuecas. Eu compro, compro, compro, compro, compro e nunca acho o suficiente.

AMOOOOO cuecas. Principalmente as brancas, sem costura
:D

Lia disse...

Eu ia fazer um micro testamento aqui nos comentários, mas quer saber? Quero que TUDO, todas minhas hello kittys vão junto comigo pra cripta! Muahahahahahaha

Carolina disse...

Fdp.

Clara disse...

caio, deixa um artigo sexual para mim?
.
.
.
.
tá, não precisa. de testamento, fico com aquela sua foto debaixo do pôster da sua nova musa baiana e as memórias das nossas tardes em salvador, pheenos e lushuosos, no camarote de daniela e/ou no asfalto.