21 de mai de 2008

Tristeza

e se eu pudesse voltar no tempo
pros tempos em que eu era jovem
e que queria somente a felicidade
saberia, hoje, que ela não é constante
que é bobo o que acredita que é feliz
que é feliz aquele que não acredita em nada
nem na dor
nem no sofrimento
nem no concreto
nem no líquido
nem no amor
nem na cor
nem em mim
nem em você
ai de mim se, de fato, tivesse descoberto
o quão devasto seria o mundo
e como teria vergonha de assumir pra tudo
o que sinto de verdade, como me subjuguei a sua vontade
e de horas chorei por seu amor
e de tempos supliquei por seu perdão
e que hoje a gente se encontra em passos
mas a distância nos importa, todo o tempo foi passado
e nunca, mesmo que queiramos, conseguiremos dar os braços

Um comentário:

Jujuqui disse...

Deixe a tristeza de lado e me diga por obséquio que fonte é essa que você usa no título do blog e nos subtítulos! :D