9 de jan de 2008

Passo Largo


Quem que não assistiu o desfile de Gisele Bündchen para a qualquer-marca-não-me-importa-tem-Gisele aka Colcci ontem a noite? Eu, sem querer, liguei a TV no Multishow e, tchanam, Lilian Pacce anunciava que o desfile da grife iria começar e, como de costume, a supermodelo iria fazer três entradas: uma no começo, uma no meio e uma no fim. Detalhe: ela iria ficar parada (a passarela era uma espécie de esteira que rodava em torno de um tubo com imagens do mundo, esperando a esteira a levar até o outro lado. Coisa que, obviamente, não aconteceu.

Começou a música, ela entrou vestindo um jeans vermelho colado, uma blusa preta e uma bota oh-my-God-como-tira? Pois bem. Quieta, pensando que é atriz e estava no tapete vermelho, ela acenou, mandou beijinhos e... pera lá, não era desfile de moda? De repente, como um jato, uma cara feia e tchau. Gisele decola à la turista e anda, anda, anda pelo 'palco'. Com aquelas pernas curtas, ela, tipo assim, deu uma volta ao mundo em 10 segundos! Sério, é absurdo. A câmera da televisão mostrava o rosto dela e as expressões sensuais, biquinho, sorrisinho, aceninho, beijinho me deixavam na cama pensando 'u-a-u!'.

Depois que saiu, a platéia inteira deve ter ficado fofocando e a Colcci foi rodando, rodando, rodando, até que a passarela fica novamente vazia para a segunda entrada da loira. Ela volta pensando ser Super-Homem e dessa vez não quer nem saber, Gisele chuta o balde e anda por todos os cantos, para, joga o cabelo, meche a mão, tira fotos e joga aquela capa-que-ninguém-vai-usar pra trás. E lá se foi Gisele. E eu fui tomar água na cozinha.

Na última vez que entra, com um vestido supercurtomostraabunda todo pregadinho ela encerra o desfile. Os comentaristas disseram assim: a Colcci fez a lição de casa mas a Gisele estava linda. No primeiro visual da moça... No segundo... No terceiro. Pronto, acabou os comentários.

Vem cá, ouvi dizer por aí que uma produtora de moda recusou Gisele pois 'não queria que sua coleção fosse deixada de lado pelo frisson que a supermodelo causaria'. Eu, como bem pensei, descobri que, quando ela entra na passarela, o desfile se torna dela e, seja lá quem for que fez aquela roupa, se torna coadjuvante no showzinho.

E não é que gostei? Da coleção da Colcci. E da Gisele (comentário desnecessário: depois de ver o visual legging com shorts jeans acima do joelho, me deu vontade de fazer igual. Só falta a coragem =P).

Um comentário:

Mariana Guerra disse...

Não entendo de moda, sou brega, minha irmã me odeia pelo o que eu visto.
Mas, de coração, essa roupa da Gisele! Ulá-lá!

Beijo