12 de dez de 2007

Saber a razão

Queria agradecer do meu jeito infantilóide, com uma cabeça devasta e aérea que nunca pensa certo, mas erra no alvo. Queria poder pedir desculpa por todos os meus erros, antes assumi-los do que negá-los. Queria deixar o orgulho de lado e dizer palavras para seus olhos verem o balbúcio da minha boca, entreolhando a verdade em algum canto do meu corpo. Queria poder me ajoelhar e prometer algo eterno, que mesmo que não seja, é intenso demais. Queria deixar de lado algumas premissas desnecessárias. Queria saber controlar o meu ciúme e cólera. Queria controlar o movimento das minhas mãos e a batida lenta do meu coração. Queria me arrepender de algo. Queria tantas outras coisas...

Seis

Queria dizer que amo só você.

Nenhum comentário: