6 de dez de 2007

As loiras e as morenas

Um dia, no MSN, uma garota, amiga antiga, chegou e me perguntou se eu era feliz. Eu, com 15 anos, disse que achava que sim. Ela me pediu explicações, eu não soube dar. Concluiu que eu não era feliz sozinho, mas precisava de algumas pessoas do meu lado para poder sorrir ou ouvir alguma música que me encantava. Achei a conclusão estranha, mas não levei a sério naquele tempo.

Hoje eu concluo que ela estava certa. Mas para a minha felicidade reinar, eu preciso de algumas mulheres da minha vida, que, sem elas, eu não saberia como fugir. Quem iria falar comigo a madrugada inteira no MSN? As morenas. Quem iria me atender às 2h da manhã sem reclamar, com voz de sono e falando "calma, está tudo bem"? As loiras.

A sensação de acolhimento (existe?) que essas três garotas me dão é, talvez, o meu maior tesouro. Burro fui eu, há 2 anos, de colocar isso em risco...

Um comentário:

Mundiko disse...

ah me acusaram de nao saber viver sozinho tb
de nao saber morar sozinho, de nao saber fazer nd sozinho.
mas me diga, qual eh a graca da vida em sociedade se vc tem q fazer td sozinho? nenhuma...
mulheres, mulheres, o q fazer sem elas?